HCP Gestão
Blog

Profissionais de saúde do Hospital da Mulher recebem orientação para identificação precoce de problema congênito na língua do bebê

 

Dentro da programação do Agosto Dourado, o Hospital da Mulher do Recife, realizou nesta quinta-feira (19), a palestra O Impacto da Anquiloglossia na Amamentação. A apresentação foi feita pela coordenadora de Fonoaudiologia do Hospital, Nádia Garcia. Popularmente conhecida como “língua presa”, a anquiloglossia é uma condição que restringe parte do movimento da língua. O evento, no auditório Luiz Carlos Santos, reuniu técnicos de enfermagem, enfermeiros, psicólogos, dentistas e assistentes sociais.

A abertura da apresentação foi de Manoel Adauto, coordenador do Banco de Leite Humano do Hospital e das ações na unidade do Agosto Dourado, mês dedicado à luta pelo incentivo ao aleitamento materno. Este ano, o movimento traz como tema “Todos pela Amamentação”. E foi neste contexto que a fonoaudióloga Nádia Garcia ministrou a palestra. “A ideia é que todos os profissionais de saúde do HMR, que tenham contato direto com os bebês, estejam capacitados para identificar a anquiloglossia”, relatou Nádia.

Segundo ela, o problema gera desmame precoce, baixo ganho de peso e outras complicações que prejudicam o desenvolvimento dos bebês. Sendo assim, é importante orientar os profissionais porque quanto mais precoce o problema for detectado, mais cedo deverá ser feito o tratamento. Na ocasião, a coordenadora falou também sobre o Teste da Linguinha.

Teste da Linguinha - Exame obrigatório em hospitais e maternidades e que serve para diagnosticar e indicar o tratamento precoce no freio da língua de recém-nascidos, que podem prejudicar a amamentação ou comprometer o ato de engolir, mastigar e falar, caso da anquiloglossia. O teste é realizado no Hospital da Mulher para todos os bebês nascidos na unidade.

Unidade da Prefeitura do Recife, o Hospital da Mulher do Recife está sob administração do HCP Gestão, organização social de saúde do Hospital de Câncer de Pernambuco.