HCP Gestão
Blog

HCP Gestão investe na filosofia da humanização

 

O atendimento humanizado é um dos pilares que definem o conceito de saúde do HCP Gestão. Compreender e ouvir as necessidades e queixas, com respeito, cordialidade e empatia são atitudes que fazem parte da rotina de todos os profissionais ligados à nossa Organização Social de Saúde (OSS). Unindo ética à técnica precisa, os nossos profissionais, guiados por comissões de humanização presentes em todas as unidades, oferecem o acolhimento e a atenção necessárias aos pacientes. Seguindo a Política Nacional de Humanização, determinada pelo Ministério da Saúde, todos os profissionais participam do processo e se reconhecem como protagonistas e corresponsáveis de suas práticas, a fim de garantir a integralidade do cuidado e a equidade das ofertas em saúde.  

No Hospital de Campanha Aurora (HCA), por exemplo, as vídeos chamadas levam humanização no tratamento de pacientes.  A equipe de profissionais desenvolve ações diárias pensando no bem-estar e no acolhimento dos pacientes acometidos com a Covid-19. Um exemplo disso são as chamadas de vídeos, ou “visitas virtuais”, que acontecem periodicamente com os pacientes internados na unidade. Com o auxílio de um aparelho celular, os profissionais de psicologia auxiliam os pacientes nesta “visita virtual”, que acontece de segunda a quinta-feira na enfermaria, e às sextas-feiras na UTI. “As chamadas têm o objetivo de minimizar sentimentos negativos decorrentes da hospitalização nos pacientes”, explica a psicóloga Mônica Soares. 

Já na UPAE de Arcoverde, humanização é sinônimo de sonho e aquece os corações dos integrantes da própria equipe. Um desses exemplos aconteceu com um dos pacientes da unidade. Ele viveu um momento marcante em sua vida, proporcionado pela equipe multidisciplinar. Vitor Batista da Silva, de 15 anos, é portador de paralisia cerebral, e um dos seus maiores sonhos era andar em uma viatura policial. Na tentativa de realizar o desejo do paciente, a equipe entrou em contato com o Batalhão de Polícia Militar de Arcoverde, que abraçou a causa e, esta semana, o de sonho de Vítor se concretizou. O clima foi de felicidade e satisfação. 

No Hospital da Mulher do Recife (HMR) uma dupla de artistas se uniu para levar empatia e esperança aos pacientes com Covid 19. Para amenizar o impacto do momento da internação, as artistas Roberta Coelho e Bruna Holanda produziram três painéis para a entrada do setor Covid do Hospital. A obra mistura pintura de folhagens com uma frase de encorajamento: “E que nunca nos falta esperança de dias melhores”.

Na UPAE de Belo Jardim, a equipe se reuniu em um ato solidário. A Campanha Humanizar tem o propósito de arrecadar alimentos e doações para famílias e pessoas em situação de vulnerabilidade social. A proposta elaborada pela Comissão de Humanização da unidade tem o propósito materializar a proposta de humanização trabalhada junto aos colaboradores. A campanha de arrecadação segue até o próximo dia 30. 

Já em Caruaru, um dos ingredientes principais na cozinha do Hospital São Sebastião (HSS), é a humanização. A equipe de nutrição desenvolve semanalmente cardápios e refeições com alimentos diferenciados. São receitas saborosas sem deixar de lado as questões nutricionais. A apresentação do prato também faz parte do projeto, os alimentos são apresentados de forma sofisticada e afetiva, com a finalidade de trazer conforto e prazer ao momento. “Reunimos beta-glucano, fibras, vitaminas e proteínas de alto valor biológico, em um alimento saboroso”, destaca a coordenadora da nutrição, Claudenise Dantas.   

E a UPAE do Arruda realizou um evento voltado para pacientes e acompanhantes da unidade como forma de cuidado e humanização. No Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial, para chamar atenção dos cuidados com a hipertensão arterial, a unidade preparou uma programação com palestra, encontros e exames para ressaltar a importância de hábitos saudáveis que podem prevenir a hipertensão arterial, a exemplo da prática regular de atividade física e da alimentação equilibrada. 

Na UPAE de Caruaru, o Núcleo de Segurança do Paciente desenvolve uma importante ação em relação à identificação correta do paciente. Toda unidade foi informada das cores das pulseiras específicas de cada setor e a nova rotina de identificação de pacientes alérgicos por meio de pulseira na cor rosa. A equipe levou a todos os setores da unidade instruções sobre o uso das pulseiras como estratégia de garantia da segurança do processo assistencial e também acerca da importância para a correta execução das diversas etapas de segurança na unidade.